Maior parte das UTIs de Campo Grande está ocupada com vítimas de violência

Com o avanço do coronavírus e aumento dos casos da doença em Campo Grande, o número de leitos disponíveis é uma preocupação para enfrentamento da pandemia. Apesar ter o índice de lotação dos leitos em 85%, apenas 40% das s (Unidade de Terapia Intensiva) estão ocupadas com vítimas de coronavírus. Ou seja, mais da metade dos internados em leitos da Capital são vítimas de outros tipos de violência.

Os dados foram expostos nesta quarta-feira (29), pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), durante transmissão ao vivo nas redes sociais. “Se o grande problema do coronavírus são os leitos de  e o número de coronavírus está crescendo em pessoas que precisam leitos de , nós temos que ter leitos de ”, contextualizou.

Entretanto, destacou que o que “acontece é que de cada 100 leitos de  da nossa cidade, somente 40% é ocupado com quem está com Covid-19”. Então, em Campo Grande apenas 40% das internações em leitos são de pessoas infectadas por coronavírus.

fonte : www.midiamax.com.br/cotidiano/         zikinho lopes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *